Fritz Lang e e o cinema



           Ontem a noite assisti um documentário do diretor Fritz Lang e em uma parte ele contava sua experiência com o Nazismo, quando foi chamado por Goebbles (ministro da propaganda) para criar um "cinema" específico para o regime. Lang disse que sentiu pânico, ficou petrificado e a única coisa que conseguia pensar era: "How do I get out of here?" e olhava para janela e via um relógio e percebia pelo horário que os bancos estavam fechando. Isso aconteceu em sua juventude, mas estava fresco nessa entrevista onde pouco antes de sua morte, já bem idoso faz esse relato.
      Fiquei as voltas, imaginando como deveria ter sido, o sentimento de terror que ele sentira, como deveria ser viver cotidianamente com o medo e a barbárie. Ademais contou histórias de seus filmes e disse como em sua juventude acreditava em destino, e naquela momento da vida ( o doc é de 1975) o único destino que ele acreditava era aquele que o próprio indivíduo faz.
            Uma outra questão que ele abordou foi a de que (primeiro deixando claro que não seguia/partilhava de nenhuma religião) que a ética só era possível de ser ensinada dentro da religião, estou pensando ainda sobre o assunto, mas discordo dessa fala, depois eu volto :)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rory Gilmore Book Project

Suicídio